O universo feminino a descoberto...

16
Fev 09

Let's talk about sex.

 

(Como a Bárbara tá de férias, vou aproveitar para disparatar o mais possível na ausência dela. )

O blog tem andado um pouco paradito e eu acho que não há nada melhor para animar do que sexo.

Como toda a gente sabe, é bem típico de casais que já estão juntos há algum tempo haver queixas, de ambas as partes, sobre a monotonia em que entraram as relações sexuais.  A meu ver é bem normal que as coisas acabem por se tornar um pouco rotineiras. O que eu acho inadmissível é atirar as culpas para cima do outro. É porque "ela está sempre cansada", ou é porque "ele não faz nada para mudar", é por tudo e é por nada.

Para mim tudo se resume a um pouco de imaginação e a um esforço mútuo. Não adianta um querer muito se o outro não quiser nada. Manter uma relação feliz não é fácil mas vale muito a pena.

 

E, sem grandes hipocrisias, podemos afirmar que se o sexo não está bem, o resto também acaba por não estar. Então para os homens é quase o centro do mundo!

E se é assim tão importante, porque não nos dedicamos mais a pensar e sobretudo a agir?

Pensem sobre isso.

No que toca a apimentar o sexo, considero que se a maior parte das vezes as mulheres têm uma perspectiva errada do assunto. Somos induzidas a gastar uns bons trocos em lingerie sexy pois achamos que isso vai fazer milagres, mas na verdade não é bem assim.

Muitos homens não ligam absolutamente nada à roupa interior; apenas corre melhor porque nós nos sentimos mais seguras e mais sensuais com uma lingerie nova. É psicológico.

E o sexo muito mais que físico, é sobretudo psicológico. Por isso é que certos joguinhos e fantasias nos dão tanto prazer. E é também por isso que quando andamos deprimidos e tristes nada corre bem.

Dentro destes jogos psicológicos, o que pode ser interessante é encarnar certas personagens, jogar ao faz-de-conta. Num blog que costumo visitar - "O interno feminino" -, davam a sugestão do casal se encontrar num bar e fazerem de conta que não se conhecem e depois acabarem na cama. Muito sinceramente, isso para mim não dava. Quando visse o meu namorado no bar ia me desmanchar a rir, não sou grande actriz. Mas isso sou eu, se calhar até é uma coisa engraçada para se experimentar.

E como isso há muito mais, é só preciso ter ideias. Fazer em sítios diferentes, experimentar "coisas" novas e correr alguns riscos, ou seja, ter espírito aventureiro.

 

Isto porque há muita gente maluca por fazer sexo em sítios públicos, é a "pica" de correr o risco de ser apanhado. Ainda há aqueles que gostariam mesmo de estar a ser vistos. Há de tudo...interessa mesmo é conhecer bem os gostos da outra pessoa e que ela conheça bem os nossos e o resto...é só ter a mente aberta! Como diz uma colega minha "não se pode morrer na ignorância!"

 

Afinal o que interessa mesmo é ser feliz e fazer o nosso parceiro feliz. Ser egoísta não traz felicidade a ninguém!!!

 

 E não se esqueçam do provérbio alemão: "Fantasy fehlt es mich nie!"

elasequesabem às 15:15
elas sentem-se:

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Apimentar o sexo

Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
blogs SAPO