O universo feminino a descoberto...

13
Fev 09

Eu sou uma mulher do norte e disso tenho muito orgulho! Adoro a minha terra, a minha gente, moro numa aldeia e não tenho vergonha em dizê-lo. As pessoas são genuínas, trabalhadoras, toda a gente se conhece e toda a gente se ajuda.

No entanto, a maioria da população adulta tem pouca escolaridade e por vezes pouca cultura geral também.

São pessoas simples que usam o palavrão com vírgula.

Não tenho por hábito dizer palavrões mas aqui no Norte é muito normal...então em Braga nem se fala!!! Pessoalmente acho um pouco feio e até considero que soa pior na boca de uma mulher. Mas isso daria uma outra discussão.

 

Voltando ao tema: como boa observadora que sou do meio "rural", estou atenta a qualquer expressão mais cómica. E, se normalmente já acho piada ao que os mais velhos dizem, a propósito da crise e da corrupção (a ela associada) ouço coisas verdadeiramente hilariantes:

 

"Isto é tudo uma cambada de guelosos (gulosos), esses filhos das p****! Eles quer (querem) é ir todos comer da mesma gamela...cambada de ladrões! Esses c******* só sabem inganar (enganar) o Zé o Povinho! Essa gentinha num (não) tem temor a Deus! Esses filhos das p**** havio (haviam) de arder todos no fogo do Inferno! Demone (Demónio) se mate se morra!"

 

Bem, isto é só um exemplo daquilo que os mais velhos dizem mas também há os comentários que se ouvem nos cafés entre os homens de "barba rija":

 

"Esses c******* só quer (querem) é mama! Havio (haviam) de se f**** a trabalhar im (em) bez (vez) de andar a metê-lo ao esquerdo! Num (não) há direito pá!

Anda um gaijo a f****-se a trabalhar de manhã à noite, f***** a trabalhar pa ganhar algum e esses c******* a roubar o povo! Pa p*** que os pariu pá!"

 

Enfim, de forma genérica, eu julgo que o povo está certo. Quando vejo as notícias sobre a crise, sobre a corrupção em todo lado... ver esses "grandes senhores" dos bancos a roubar o mais que podem e o Estado ainda lhes passa a mão na cabeça!!! E ainda por cima, saber que no nosso Governo está o mais corrupto dos portugueses...saber que tudo não passa de um jogo de interesses,de influências,onde só há dinheiro sujo...é tudo sujo, mete verdadeiro nojo!!!

Depois de ver tudo isto e muito mais, só me apetece dizer:

 

Pa p*** que os pariu pá!!!

___________________________________

 

Tânia

 

elasequesabem às 10:28
elas sentem-se: revoltada
elas ouvem: sem som no pc :s

02
Fev 09

Olá pessoas da blogosfera!

Estes dias estão a tornar-se uma loucura.

Uma pessoa pensa que vai ter férias, e o que acaba por acontecer é que trabalho não falta.

Não que desgoste de todo deste stress, mas uma pausa era bem-vinda. Ao menos sempre dá para dormir na maior parte das manhas sem ter peso na consciência de faltar às aulas. Sim porque eu tenho consciência. É incrível como me custa faltar, até me tira o sono. Mas calma…é só às vezes!

São projectos, voluntariados, melhorias a fazer… e umas horinhas de ginásio para contrariar aquelas toneladas de chocolates que eu consumo em época de testes e muitos trabalhos…

Quase não sei por onde pegar.

Mas, como me prometi a mim mesma no início deste ano, estou a tentar provar a mim mesma que consigo ser mais e melhor. Mais responsável e, acima de tudo, mas eficiente.

Acho que nós, mulheres, temos mais esta panca pela perfeição.

A verdade é que com tantas mulheres bonitas e com ar tão saudável a desempenharam tão bem os seus papeis profissionais, deixam-me a pensar…porque é que não hei-de conseguir?

Ok! Elas sofrem todo o tipo de transformações, desde maquilhagens a photoshp’s.

No entanto, eu não me subestimo! Pelo contrário!

Já dizia o meu professor de Relações Públicas: “em primeiro de tudo, tem de ser vocês a acreditarem em vocês mesmos!”

E porque não?!

Eu sei que é tão fácil falar e encher-me de discursos motivadores. Sei também de quando se chega a casa completamente desfeito, queremos lá saber destes discursos! O que queremos é dormir e pensar que o dia seguinte poderá ser melhor.

De qualquer maneira, erguer a cabeça é o melhor remédio!

Crise? Que crise?

Cansaço? Que cansaço?

Como os meus pais dizem: “se fosse para saíres à noite com os teus amigos, depressa te esquecias do teu tão grande cansaço!”

E não é que tem razão!

Sinceramente, aproveitar é agora. O amanha não sabemos.

E cansaço? Isto é viver! Pior era estarmos sem o poder fazer!

Melhor do que isto, só quando for de ferias para o Brasil!

________________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 23:55
elas sentem-se: exaustas mas de pé

01
Fev 09

“2009 chegou e o segmento infanto-juvenil promete novidades.

O encerramento de algumas publicações e o aparecimento de mais edições online pautaram as tendências mais recentes.

(…)crise no sector dos media continua a fazer-se sentir.

Depois da revista Ragazza, do grupo Hachette Filipacchi, ter saído de circulação, as primeiras baixas do novo ano já se fizeram sentir: as revistas Disney Princesas, Barbie e Witch, da Impresa Publishing, terminaram tendo os seus últimos números saído em banca em Dezembro.

A causa que levou ao encerramento das publicações prende-se, segundo fonte oficial da empresa, com uma reestruturação do segmento e a possibilidade desta vir a criar uma nova publicação.

"A Impresa Publishing decidiu repensar o seu portfolio de revistas infantis. Este é um segmento que tem sofrido várias alterações, acompanhando as novas escolhas de lazer das crianças que têm hoje uma oferta muito mais variada de conteúdos. Decidimos por isso reforçar a aposta na Visão Júnior, revista de referência no segmento juvenil, ao desenvolvermos cada vez mais a sua componente multimédia. Além disso, estamos a avaliar o lançamento em 2009 de um novo projecto na área infanto-juvenil, do qual é ainda extemporâneo falar", justifica a mesma fonte.

O director comercial da Super Pop, João Paulo Fonseca, salienta que 2008 "foi um verdadeiro ano de crise", com menos vendas em banca, menos publicidade, muitas campanhas adiadas e outras canceladas.

"A crise psicológica e financeira tomou conta de todo o mundo, portanto, nada ficou imune.

Estamos diante de um novo tempo e existe a necessidade de abrir a porta a uma nova forma de ser e estar", analisa o responsável.

Passará o futuro exclusivamente pela internet?

Adivinha-se uma nova postura que, segundo adiantam os responsáveis das publicações, passará por uma aposta mais séria na internet e nas suas oportunidades.”

Este é um excerto que saiu no Meios & Publicidade, e que, sem dúvida, me chamou à atenção.

A comunicação em Portugal também sofre as consequências da suposta crise.

Como finalista do curso de ciências da comunicação prefiro acreditar que a comunicação é mais um meio para ultrapassar a crise do que um meio que se deixa ir com ela.

Os medos acumulam-se e a insegurança do que vai acontecer daqui a 6 meses é muita.

Este é mais um sinal de que não há certezas no mundo profissional português. Mas de uma coisa eu estou certa, esta nova geração de ‘comunicadores’ vai dar que falar, se vai…

Fonte: http://www.meiosepublicidade.pt/dossier.php?action=artigo&artigo=90634&dossier=90632

 

_______________________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 16:01
elas sentem-se:

22
Jan 09

As expectativas dos empresários é que determinam as suas escolhas do volume de produção e do emprego.

 

Logo, bastam más expectativas para arruinar a economia.

 

Calculo que este último ponto seja já um dado adquirido do conhecimento geral do motor económico.

 

Ora, os media não falam de outra coisa: crise, crise e mais crise.

 

Na minha opinião, como é a de muitas pessoas com quem interajo, este alarmismo exagerado é que vai/está mesmo a provocar uma crise.

 

O medo que se cria, muda as expectativas dos empresários que tem cada vez mais medo em investir, e reduzem produção e os salários, porque os próprios consumidores tem medo de comprar e ficar sem recursos para amanhã.

 

 

Se calhar, se os media falassem antes em estabilidade económica, a coisa talvez melhorasse e muito.

 

Corrijam-me se estiver errada…

 

São apenas sugestões de quem anda a marrar economia e acredita na comunicação como forma de existência na sociedade.

__________________________________________

Bárbara Ferreira


 


 

elasequesabem às 17:33
elas sentem-se:

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
visitas d'elas por dia
Horse Racing Tips
Horse Racing Tips
visitas d'elas por click
Logo - Company Logos By LogoGuru.co.uk
Logo
blogs SAPO