O universo feminino a descoberto...

14
Jun 09

Não é todos os dias que se festejam 22 anos de existência de uma pessoa tão perfeita como tu

Parabéns!

 

 

És orgulhoso e criativo

És dedicado e divertido

És sorridente e atento

És realista e distraído

És curioso e respeitador

És fumador e desportista

És culto e cheio de simplicidade

Gostas das artes e do simples café

Gostas de cantar e sabes dançar

És companheiro e amante

És maduro e não perdes o folgo

Para mim… És perfeito

Parabéns!

Amo-te demais

____________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 20:45
elas sentem-se:
elas ouvem: Marcelo D2 - Desabafo

01
Mar 09

E por falar em raposas, falamos em animais. E quando falo de animais, lembro-me sempre em animais domésticos: no cãozinho, no gatinho, no peixinho, no passarinho, na tartaruguinha, …

A minha paixão por animais fica-se por cães e gatos, e que ultimamente tem sido considerada.

Em minha casa habitam 3 cadelas, 2 gatas e 1 gato. E por todos eu sou apaixonada.

Acreditem ou não, eu já detestei gatos, considerava-os demasiado independentes para serem um animal de estimação. Mas bastou-me começar a conviver com uma gata fantástica para mudar a minha opinião.

Na passada quinta-feira, a minha gata preta, nomeada de ‘PP’ ou ‘Preta’ deu à luz 2 gatinhos. O mau disto tudo é que ela expeliu mais do que o que devia, todo o seu sistema reprodutivo estava fora do sítio.

De início pensávamos que seria apenas o normal, até a gata estar completamente diferente e a começar a cheirar mal.

Rejeitou os gatinhos e aí foi a gota de água. Imediatamente levamos a gata ao veterinário que a operou em seguida.

Já não bastava ter a minha gatinha bastante mal, ainda tinha dois gatinhos recém-nascidos sem mãe.

O primeiro passo foi aquece-los. A minha outra gata não queria saber, ate que recorremos às cadelas. A cadela mais pequena, a Mini, transformou-se imediatamente em mãe, aquecendo-os e protegendo-os de quem se chegasse perto, excepto os donos.

Mas não era suficiente, faltava alimenta-los! Não tínhamos qualquer experiência, até que contactei a ABRA(vistem o site clicando aqui) e consegui uma rapariga que se ofereceu para cuidar deles. É necessário amamenta-los de 2 em 2 horas com um leite próprio. Tive de retirar os bebes á Mini, que ficou muito triste, e levei-os para a tal rapariga.

Agora estão a ser cuidados decentemente, enquanto a Preta está aqui comigo a recuperar da cirurgia.

O mais triste é que a sobrevivência ainda está a ser uma luta para os 3.

E é quando mais tememos a perda que sentimos o quando gostamos destes pequenos bichinhos que são uma companhia tão agradável.

Amanhã terei mais notícias.

_______________________________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 15:51
elas sentem-se: cansada e triste

26
Fev 09

Acabo de ver o ‘Aqui e Agora’, um programa da SIC, onde o tema de discussão foi a educação sexual nas escolas.

 

Eu sou completamente a favor!

 

Passo a justificar-me:

 

- Sabe-se que os rapazes na adolescência procuram e conhecem prazer sexual mais sedo pela exploração instintiva do corpo e pelo recurso à pornografia.

 

As raparigas ficam em desvantagem devido ao seu desconhecimento.

 

Muitas têm a sua primeira relação sexual para pura satisfação do parceiro, sem saberem que elas também tem direito a essa mesma satisfação. Desconhecem o seu corpo e o que é realmente uma relação sexual.

 

- Por outro lado, fala-se muito das DST (doenças sexualmente transmissíveis) mas não se diz nada! Porque é que se transmite? Como exactamente?

 

Duvido que estas adolescentes que começam agora a explorar a sua sexualidade saibam que o risco de contracção do cancro do colo do útero aumenta com o número crescente de parceiros sexuais. Talvez este facto as tornasse mais apreensivas a terem relações sexuais prematuramente.

 

Aliás, na minha opinião, a prematuridade da vida sexual deve-se maioritariamente, se não quase exclusivamente, ao desconhecimento que têm do que é a relação sexual.

 

 

- Assim, mais conhecimento sexual, menos gravidez na adolescência. E também menos casos de violência no namoro. Pois, perceber este mundo, seria evitar que tantas jovens se submetessem a torturas ridículas que consideram que o amor é mesmo assim.

 

 

- Esta disciplina também possibilitaria o aumento do respeito pela orientação sexual. Mais uma vez, conhecer é perceber e compreender, e assim também é respeitar.

- E ainda o facto de aumentar a capacidade de defesa perante violações sexuais.

 

 

Gostaria que um dia, os meus filhos tivessem acesso a esta educação.

Os pais não são os únicos educadores.

E todos sabemos que este é um tema muito mais facilmente abordado junto de pessoas desconhecidas.

 

Defendo a aplicação da educação sexual nas escolas acima de tudo por ser mulher e ter observado inúmeros casos de jovens raparigas que se soubessem o que se calhar eu hoje sei porque descobri sozinha, não cometeriam metade dos seus ‘erros’.

 

Eu preferia ter tido acesso a uma educação sexual esclarecedora!

___________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 22:07
elas sentem-se: Reivindicativa

18
Fev 09

Uma pessoa não se pode ausentar uns dias, que é logo isto! Só taradisses!

Pois bem, e esta minha ausência deveu-se a uma pequena fuga da rotina para uma cidade bem pertinho daqui, mas foi o que as economias possibilitaram…

Por vezes, sair uns dias de casa e, principalmente, de perto do computador é algo que eu necessito.

Mas também se junta o facto de comemorar o terceiro aniversário de namoro com aquele que é o melhor homem que existe, para mim, claro!  

3 anos de momentos perfeitos, os melhores 3 anos que vivi, mas só até hoje…

É verdade, eu sou uma namorada muito babada, mas só porque existe forte correspondência.

Bem…mas chega de lamechices.

Viana do Castelo é, sem dúvida, uma cidade… diria interessante!

Na visita ao monumento ícone da cidade, o Templo de Santa Luzia, passaram-se alguns momentos hilariantes!

Num banco de jardim vemos frases sábias…

Dentro da igreja, nada mais do que roubar os fieis! Digo mais, é enganar á grande, basta fazerem as contas!!!

Mas 1€ não deveria dar para 12 velas? Hum?

Pois…

E melhor ainda é o homem que vende bonecos feitos de cartão e lã à porta da igreja e que aborda as mesmas pessoas uma série de vezes. Passo ainda a citar a frase que este ser proferiu: “ Car**** das velhas, lá dentro (na igreja) deixam 20€, e mim pelos bonecos não me dão nenhum, querem-nos de borla”.

Enfim… deu para rir, e não foi pouco.

Foi bom enquanto durou, pela companhia, não pela cidade.

__________________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 21:37
elas sentem-se:

29
Jan 09

Os tempos mudam, tudo evolui. Evolui toda a tecnologia e com ela as mentalidades.

 

Há 50 anos nasceu, ou como dizem, acordou a Bela Adormecida.

 

 

 

Embora com todas estas modificações sociais, esta continua a ser uma história de todas as gerações

.

É como que precisássemos de ver este desenho animado clássico para conseguirmos entender todos os desenhos animados da actualidade.

 

E quem consegue não gostar desta história?

 

Porque no fundo, todas as mulheres são belas adormecidas à espera de serem acordadas pelo seu príncipe encantado para uma vida perfeita.

 

Ficção ou não, esta história já encanta há 50 longos anos.

Parabéns Sleeping Beauty

aqui fica um bocadinho desta história

 

A mim o príncipe encantado já me acordou

 

_______________________________

Bárbara Ferreira

 

 

elasequesabem às 15:45
elas sentem-se: apaixonadas

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
blogs SAPO