O universo feminino a descoberto...

18
Mai 09

Estas últimas semanas tem sido duras. Mas a verdade é que o enterro da gata veio enterrar-me completamente. Eu já não estava lá muito saudável nem com horas fartas de sono, mas depois desta semana ainda fiquei pior.

O enterro da gata foi o mais árduo e assíduo que eu assisti. Não faltei um dia, e diverti-me que me fartei. Ouve tempo para boa musica, boa companhia, risotas, bebedeiras, muitos chupas, muitas fotos, chatices e belos sustos, mas isso também faz parte.

 

Finalmente consegui ver os Deolinda ao vivo, e como sempre, os Da Weasel são muito bons, excepcionando a falha no som a meio do concerto.

Os Orishas surpreenderam-me, e o Rui Veloso faltou, dando lugar aos que mais me desiludiram, os Blasted Mechanism.

Xutos e Pontapés é aquela banda que eu já vomito de tanto os ouvir, mas mesmo assim a xani empurrou-me para ouvir as duas últimas músicas.

Bom mesmo foi curtir a nossa barraca. Ciências da Comunicação esteve muito bem, tirando a parte dos “cuecas” porem música de pastilha, mas a gente esquece isso.

Visitei o INEM com a borrachona da minha prima que não vou dizer aqui o nome.

Dancei que me fartei.

Ri-me até não poder mais com a rapariga que pergunta “o que vamos fazer a seguir?” e segue-se com o seu vómito! Ainda por cima mesmo em frente aos mocitos a quem tentava seduzir.

E o outro que nos assustou com os seus espasmos flipados.

Enfim… um verdadeiro enterro.

Até gelo eu carreguei às costas.

Foi bom… bom demais ter a companhia do meu rapaz a semana inteirinha. Mal nos víamos no recinto, mas lá encontrávamo-nos para vir para casa.

Se não foram, podem muito bem roer-se de inveja, porque enterro como este não houve igual, nem haverá mais.

O gostinho de último, como quem está acabar um gelado, e aquele último chocolate agarrado ao pau é o que melhor nos sabe.

Foi assim…único!

_____________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 20:48
elas sentem-se: tanta tosse...
elas ouvem: Deolinda - Fado Toninho

10
Fev 09

Quem não gosta de um copinho de liquido alcoólico para hidratar os festejos?

Por vezes nem é preciso ter motivo para um copo de vinho.

Uma saída á noite com os amigos é suficiente para uma cerveja ou uma vodka.

Há bebidas para todos os gostos e feitios.

Eu não dispenso o vinho do porto nos festejos do pinheiro em terras vimaranenses na noite fria do fim de Novembro.

Na passagem de ano é raro faltar o champanhe.

E vodkas, martinis e whisky-cola é o que não faltam nas noites festivas de verão.

E aquele cerveja fresquinha na esplanada… que coisa boa!

Pois, mas eu não peguei neste tema por acaso, porque se falamos de álcool, então temos de falar de prevenção e tolerância zero.

O slogan ‘se beber não conduza’ é, como se costuma dizer, mais conhecido do que a Sé de Braga, mas mesmo assim ainda há quem o desvalorize.

 “Eu estou bem!” é o que todos dizem, mas será que estão mesmo?

 Quero partilhar convosco um site que já descobri há uns tempos, mas cuja a importância me obriga a falar nele.

Chama-se ‘Beba com cabeça’ e é um site onde podemos simular a taxa de álcool no sangue perante a bebidas que consumimos.

Está muito bem conseguido, e até é divertido testarmos o que bebemos.

Alem disso também esclarecem dúvidas e desmitificam mitos.

Porque o pior nem é estragarem as vossas vidas, é mesmo o facto de estragarem a vida de quem não tem culpa nenhuma.

Não digo que parem de viver, até porque isso só ia agravar a famosa ‘crise’.

Bebam, mas com cabeça.

_______________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 00:35
elas sentem-se: bebada de sono

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
blogs SAPO