O universo feminino a descoberto...

03
Abr 09

Aqui está o vídeo de que vos falo no post anterior…

Digam lá se não é marketing…

Ou então o homem pirou de vez…

Puuufff… que desperdício…

__________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 22:09

Já alguém me tinha falado no assunto e me tinha deixado curiosa, até descobri o vídeo no blog do Bruno Nogueira e em mais mil blogs.

Pois, parece que este tal de senhor de Joaquin Phoenix, um belo actor e não só, decidiu mudar de vida.

Dizem!

Mas eu não me acredito muito, ainda por cima para se dedicar á carreira musical, mas concretamente ao hip hop!

Por favor!!ele é tão jeitosinho no que faz!

Antes…

Agora…

Vejam as diferenças…

A polémica surgiu após este senhor ter ido ao ‘Late Show’ do David Letterman. E apareceu lá de barba grande e com um jeito esquisito.

Para mim, e para o Bruno Nogueira, tudo não passa de marketing.

______________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 22:04
elas sentem-se:

26
Fev 09

Acabo de ver o ‘Aqui e Agora’, um programa da SIC, onde o tema de discussão foi a educação sexual nas escolas.

 

Eu sou completamente a favor!

 

Passo a justificar-me:

 

- Sabe-se que os rapazes na adolescência procuram e conhecem prazer sexual mais sedo pela exploração instintiva do corpo e pelo recurso à pornografia.

 

As raparigas ficam em desvantagem devido ao seu desconhecimento.

 

Muitas têm a sua primeira relação sexual para pura satisfação do parceiro, sem saberem que elas também tem direito a essa mesma satisfação. Desconhecem o seu corpo e o que é realmente uma relação sexual.

 

- Por outro lado, fala-se muito das DST (doenças sexualmente transmissíveis) mas não se diz nada! Porque é que se transmite? Como exactamente?

 

Duvido que estas adolescentes que começam agora a explorar a sua sexualidade saibam que o risco de contracção do cancro do colo do útero aumenta com o número crescente de parceiros sexuais. Talvez este facto as tornasse mais apreensivas a terem relações sexuais prematuramente.

 

Aliás, na minha opinião, a prematuridade da vida sexual deve-se maioritariamente, se não quase exclusivamente, ao desconhecimento que têm do que é a relação sexual.

 

 

- Assim, mais conhecimento sexual, menos gravidez na adolescência. E também menos casos de violência no namoro. Pois, perceber este mundo, seria evitar que tantas jovens se submetessem a torturas ridículas que consideram que o amor é mesmo assim.

 

 

- Esta disciplina também possibilitaria o aumento do respeito pela orientação sexual. Mais uma vez, conhecer é perceber e compreender, e assim também é respeitar.

- E ainda o facto de aumentar a capacidade de defesa perante violações sexuais.

 

 

Gostaria que um dia, os meus filhos tivessem acesso a esta educação.

Os pais não são os únicos educadores.

E todos sabemos que este é um tema muito mais facilmente abordado junto de pessoas desconhecidas.

 

Defendo a aplicação da educação sexual nas escolas acima de tudo por ser mulher e ter observado inúmeros casos de jovens raparigas que se soubessem o que se calhar eu hoje sei porque descobri sozinha, não cometeriam metade dos seus ‘erros’.

 

Eu preferia ter tido acesso a uma educação sexual esclarecedora!

___________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 22:07
elas sentem-se: Reivindicativa

10
Fev 09

Quem não gosta de um copinho de liquido alcoólico para hidratar os festejos?

Por vezes nem é preciso ter motivo para um copo de vinho.

Uma saída á noite com os amigos é suficiente para uma cerveja ou uma vodka.

Há bebidas para todos os gostos e feitios.

Eu não dispenso o vinho do porto nos festejos do pinheiro em terras vimaranenses na noite fria do fim de Novembro.

Na passagem de ano é raro faltar o champanhe.

E vodkas, martinis e whisky-cola é o que não faltam nas noites festivas de verão.

E aquele cerveja fresquinha na esplanada… que coisa boa!

Pois, mas eu não peguei neste tema por acaso, porque se falamos de álcool, então temos de falar de prevenção e tolerância zero.

O slogan ‘se beber não conduza’ é, como se costuma dizer, mais conhecido do que a Sé de Braga, mas mesmo assim ainda há quem o desvalorize.

 “Eu estou bem!” é o que todos dizem, mas será que estão mesmo?

 Quero partilhar convosco um site que já descobri há uns tempos, mas cuja a importância me obriga a falar nele.

Chama-se ‘Beba com cabeça’ e é um site onde podemos simular a taxa de álcool no sangue perante a bebidas que consumimos.

Está muito bem conseguido, e até é divertido testarmos o que bebemos.

Alem disso também esclarecem dúvidas e desmitificam mitos.

Porque o pior nem é estragarem as vossas vidas, é mesmo o facto de estragarem a vida de quem não tem culpa nenhuma.

Não digo que parem de viver, até porque isso só ia agravar a famosa ‘crise’.

Bebam, mas com cabeça.

_______________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 00:35
elas sentem-se: bebada de sono

06
Fev 09

Hoje dia 6 de Fevereiro de 2009, é o dia em que se assinala o Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina (MGF).

 

Confesso que nem tenho palavras para descrever o que sinto ao falar neste tema.

 

Como mulher é-me doloroso só de pensar o sofrimento a que milhares de mulheres são submetidas por culpa de pensamentos e tradições machistas.

 

 

Calcula-se que 100 a 140 milhões de meninas e mulheres em todo o mundo já tenham sido submetidas à chamada mutilação genital, e mais 2 milhões 'corram o risco' de passar por esse procedimento a cada ano.

 

A remoção do clitóris é comum em 28 países da África, além de regiões do Oriente Médio e da Ásia.

 

“No site da OMS há breves explicações sobre as razões que motivam a mutilação genital: serviria para garantir a virgindade das mulheres até o casamento e assim valorizá-las; as partes sexuais seriam removidas por razões de assepsia, ou ainda para diminuir o desejo sexual feminino - o que manteria as mulheres fiéis no casamento. Motivos religiosos são também brevemente citados.”

 

 

 

Depois de uma breve pesquisa na internet, deixo-vos apenas aqui alguns sites, já que não tenho mais palavras perante este assunto que não sejam de insultar estas pessoas sem escrúpulos.

 

Vejam na wikipedia, em ponte margem, num site sobre as mulheres, em opinião notícia, num dossier disponibilizado pelo Público e finalmente no Kamasutra.

 

__________________________________________

Bárbara Ferreira


01
Fev 09

“2009 chegou e o segmento infanto-juvenil promete novidades.

O encerramento de algumas publicações e o aparecimento de mais edições online pautaram as tendências mais recentes.

(…)crise no sector dos media continua a fazer-se sentir.

Depois da revista Ragazza, do grupo Hachette Filipacchi, ter saído de circulação, as primeiras baixas do novo ano já se fizeram sentir: as revistas Disney Princesas, Barbie e Witch, da Impresa Publishing, terminaram tendo os seus últimos números saído em banca em Dezembro.

A causa que levou ao encerramento das publicações prende-se, segundo fonte oficial da empresa, com uma reestruturação do segmento e a possibilidade desta vir a criar uma nova publicação.

"A Impresa Publishing decidiu repensar o seu portfolio de revistas infantis. Este é um segmento que tem sofrido várias alterações, acompanhando as novas escolhas de lazer das crianças que têm hoje uma oferta muito mais variada de conteúdos. Decidimos por isso reforçar a aposta na Visão Júnior, revista de referência no segmento juvenil, ao desenvolvermos cada vez mais a sua componente multimédia. Além disso, estamos a avaliar o lançamento em 2009 de um novo projecto na área infanto-juvenil, do qual é ainda extemporâneo falar", justifica a mesma fonte.

O director comercial da Super Pop, João Paulo Fonseca, salienta que 2008 "foi um verdadeiro ano de crise", com menos vendas em banca, menos publicidade, muitas campanhas adiadas e outras canceladas.

"A crise psicológica e financeira tomou conta de todo o mundo, portanto, nada ficou imune.

Estamos diante de um novo tempo e existe a necessidade de abrir a porta a uma nova forma de ser e estar", analisa o responsável.

Passará o futuro exclusivamente pela internet?

Adivinha-se uma nova postura que, segundo adiantam os responsáveis das publicações, passará por uma aposta mais séria na internet e nas suas oportunidades.”

Este é um excerto que saiu no Meios & Publicidade, e que, sem dúvida, me chamou à atenção.

A comunicação em Portugal também sofre as consequências da suposta crise.

Como finalista do curso de ciências da comunicação prefiro acreditar que a comunicação é mais um meio para ultrapassar a crise do que um meio que se deixa ir com ela.

Os medos acumulam-se e a insegurança do que vai acontecer daqui a 6 meses é muita.

Este é mais um sinal de que não há certezas no mundo profissional português. Mas de uma coisa eu estou certa, esta nova geração de ‘comunicadores’ vai dar que falar, se vai…

Fonte: http://www.meiosepublicidade.pt/dossier.php?action=artigo&artigo=90634&dossier=90632

 

_______________________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 16:01
elas sentem-se:

22
Jan 09

As expectativas dos empresários é que determinam as suas escolhas do volume de produção e do emprego.

 

Logo, bastam más expectativas para arruinar a economia.

 

Calculo que este último ponto seja já um dado adquirido do conhecimento geral do motor económico.

 

Ora, os media não falam de outra coisa: crise, crise e mais crise.

 

Na minha opinião, como é a de muitas pessoas com quem interajo, este alarmismo exagerado é que vai/está mesmo a provocar uma crise.

 

O medo que se cria, muda as expectativas dos empresários que tem cada vez mais medo em investir, e reduzem produção e os salários, porque os próprios consumidores tem medo de comprar e ficar sem recursos para amanhã.

 

 

Se calhar, se os media falassem antes em estabilidade económica, a coisa talvez melhorasse e muito.

 

Corrijam-me se estiver errada…

 

São apenas sugestões de quem anda a marrar economia e acredita na comunicação como forma de existência na sociedade.

__________________________________________

Bárbara Ferreira


 


 

elasequesabem às 17:33
elas sentem-se:

20
Jan 09

"Milhares de pessoas concentram-se desde as primeiras horas do dia no National Mall, em Washington, para assistir, ainda que à distância, à cerimónia de tomada de posse de Barack Obama... Fotografia: Jason Reed/Reuters."

publico.pt

Hoje é capa da maioria dos jornais, é notícia de destaque de todos os telejornais, é assunto do dia em toda a comunicação social.

 

Trata-se da tomada de posse de Barack Obama,

 

A sua entrada na Casa Branca marca o início de uma nova era, acreditam os norte-americanos, e no fundo, acreditamos todos nós.

 

Daqui para a frente, vamos ver se este homem merece todo o mediatismo que está a ter, toda a devoção americana e mundial.

 

Ou não é este o primeiro negro a tomar posse do país mais poderoso do mundo.

 

 

 

elasequesabem às 15:36
elas sentem-se: com expectativas

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
blogs SAPO