O universo feminino a descoberto...

27
Fev 09

Dando continuação ao post anterior da Bárbara, vou falar também de falta de informação.

 

Infelizmente, a ignorância dos adolescentes em relação ao seu próprio corpo ainda é um drama, especialmente no que toca a relações sexuais. No entanto, hoje em dia, a maior parte dos jovens já possui alguns meios ao seu dispôr para procurar informação, tais como a internet.

Já no tempo dos nossos avós era bem mais complicado. De sexo nem se falava, mas as mães, de forma geral, esclareciam as meninas aquando da primeira menstruação. Podiam não saber bem o porquê da mestruação mas davam uma explicação mais ou menos coerente e lógica.

No entanto, não são poucas as histórias que a minha avó me conta, de raparigas do tempo dela, que saíam à rua aos gritos quando se deparavam com o período.

Mas a melhor história de todas é a da raposa. Quando a minha colega me contou parti-me a rir.

Imagem vocês, que a avó da minha colega acordou um lindo dia e, viu aquele "sangue". Ficou em pânico. Falou com a mãe. Sabem o que a mãe lhe disse?

 

 

Que tinha sido uma raposa que tinha ido lá escavar durante a noite.

E que a tal raposa, a partir desse dia, iria aparecer mais vezes.

 

Conclusão: A pobre senhora passou noites em claro com medo que a raposa aparece para a atacar!!!

 

Há cada uma...

________________________________

 

Tânia

elasequesabem às 23:15
elas sentem-se: tá bem tá

26
Fev 09

Acabo de ver o ‘Aqui e Agora’, um programa da SIC, onde o tema de discussão foi a educação sexual nas escolas.

 

Eu sou completamente a favor!

 

Passo a justificar-me:

 

- Sabe-se que os rapazes na adolescência procuram e conhecem prazer sexual mais sedo pela exploração instintiva do corpo e pelo recurso à pornografia.

 

As raparigas ficam em desvantagem devido ao seu desconhecimento.

 

Muitas têm a sua primeira relação sexual para pura satisfação do parceiro, sem saberem que elas também tem direito a essa mesma satisfação. Desconhecem o seu corpo e o que é realmente uma relação sexual.

 

- Por outro lado, fala-se muito das DST (doenças sexualmente transmissíveis) mas não se diz nada! Porque é que se transmite? Como exactamente?

 

Duvido que estas adolescentes que começam agora a explorar a sua sexualidade saibam que o risco de contracção do cancro do colo do útero aumenta com o número crescente de parceiros sexuais. Talvez este facto as tornasse mais apreensivas a terem relações sexuais prematuramente.

 

Aliás, na minha opinião, a prematuridade da vida sexual deve-se maioritariamente, se não quase exclusivamente, ao desconhecimento que têm do que é a relação sexual.

 

 

- Assim, mais conhecimento sexual, menos gravidez na adolescência. E também menos casos de violência no namoro. Pois, perceber este mundo, seria evitar que tantas jovens se submetessem a torturas ridículas que consideram que o amor é mesmo assim.

 

 

- Esta disciplina também possibilitaria o aumento do respeito pela orientação sexual. Mais uma vez, conhecer é perceber e compreender, e assim também é respeitar.

- E ainda o facto de aumentar a capacidade de defesa perante violações sexuais.

 

 

Gostaria que um dia, os meus filhos tivessem acesso a esta educação.

Os pais não são os únicos educadores.

E todos sabemos que este é um tema muito mais facilmente abordado junto de pessoas desconhecidas.

 

Defendo a aplicação da educação sexual nas escolas acima de tudo por ser mulher e ter observado inúmeros casos de jovens raparigas que se soubessem o que se calhar eu hoje sei porque descobri sozinha, não cometeriam metade dos seus ‘erros’.

 

Eu preferia ter tido acesso a uma educação sexual esclarecedora!

___________________________________________

Bárbara Ferreira

 

elasequesabem às 22:07
elas sentem-se: Reivindicativa

23
Fev 09

A fórmula química que estimula o cérebro

Esqueça as palavras cruzadas, o Sudoku ou os jogos de computador. Se quer estimular o cérebro, coma chocolate preto, faça bastante sexo, beba café moderadamente e consuma alimentos frios ao pequeno-almoço. Também é melhor que não passe muito tempo com quem só sabe reclamar da vida e ainda não fume marijuana, não veja telenovelas e não consuma muito álcool e carnes vermelhas. Será na conjugação destes elementos que surgirá a fórmula química para treinar e impulsionar a capacidade cerebral. A tese é defendida no livro “Teaching Yourself: Training Your Brain” (Ensine a você mesmo: treine o seu cérebro), que será publicado em Janeiro na Grã-Bretanha e que posteriormente será lançado noutros países.

 

 

Na obra, os autores Terry Horne e Simon Wootin analisam como a dieta, o ambiente e o stress afectam a capacidade mental das pessoas. Grande parte das sugestões feitas no livro baseiam-se no efeito provocado por certas substâncias químicas, quando são libertadas no organismo a partir de determinadas actividades, tais como comer chocolate, beber café ou fazer sexo.

 

 

De acordo com a obra, a penetração durante o acto sexual aumenta os níveis de oxitocina, que estimula o cérebro a pensar em novas idéias e soluções para problemas, enquanto que o pós-coito aumenta a quantidade de serotonina, estimulando a criatividade e o pensamento lógico. No que se refere à comida, os autores acreditam que ingredientes encontrados no chocolate amargo, como magnésio e antioxidantes, aumentam a oxigenação cerebral. E comer alimentos frios, ovos ou peixes ao pequeno almoço, como é usual na Escandinávia, também dá mais energia e facilita a absorção de nutrientes pelo organismo.

 

 

«Durante décadas, pensámos que a capacidade do cérebro é geneticamente determinada, mas agora ficou claro que é uma questão de estilo de vida», explica Terry Horne, autor do livro. Os autores aconselham os leitores a seguirem um “conceito de vida” chamado BLISS (prazer corporal, alegria, envolvimento, satisfação e sexo, na sigla em inglês) para aumentar o desempenho mental. E, claro, evitar certas situações: «Relacione-se com pessoas que o façam rir. Evite as pessoas que reclamam demais, porque elas podem deixá-lo deprimido»”, aconselha Hornes, que ainda defende a baixa ingestão de álcool e de carnes vermelhas, o não ver telenovelas e não fumar marijuana.

Ainda na lista das actividades para estimular a “massa cinzenta”, os autores defendem que as crianças devem fazer os trabalhos de casa acompanhadas pelos colegas ou pelos pais e que, desde cedo, as crianças sigam uma dieta baixa em gordura, rica em bróculos, peixes com ômega 3, pães e massas integrais.

 

Fonte: BBC

__________

 

Bem, apetecia-me tecer agora alguns comentários mas vou guardá-los para mim...

 

______________________________________

 

Tânia

elasequesabem às 22:43
elas sentem-se: santinha

Se há animal que eu acho estúpido é decididamente a galinha!

 

 
Quem tem estas criaturinhas em casa sabe do que eu estou a falar...
Aqueles olhos esbugalhados fixados nas pessoas, a forma masoquista de acasalar e a estupidez sistemática de fugirem do galinheiro e depois baterem contra tudo, inclusive contra a própria porta do galinheiro, mesmo esta estando já aberta!
 
 
Para mim, a expressão "mãe galinha" não faz nenhum sentido. As galinhas não são boas mães. Os coitadinhos dos pintaínhos é que andam sempre atrás delas porque elas simplesmente não querem saber!!! As galinhas são tão cruéis que quase matam os "bebés" das outras à bicada!!! E se tiverem fome comem os próprios ovos, ou seja, os potenciais filhos!!!
Enfim...até custa a acreditar o que a evolução fez ao T-Rex!!!
Mas o que me traz aqui hoje é um caso bem mais sério: os galos fora de horas. Para quem não sabe, os galos não cantam apenas de madrugada para acordar toda a gente. Além dos "concursos" irritantes que fazem com os machos das capoeiras vizinhas, às vezes também andam com o fuso horário desregulado. Eu que diga!  De uns tempos para cá descobri que um dos galos cá de casa, em vez de cantar às 6 da manhã ou assim, canta todos os dias à meia noite e meia!!! Por amor de Deus!!! É de uma pontualidade britânica!!! Deve ser para me mandar para a cama!
A natureza tem cada coisa...
___________________________________________________
Tânia
elasequesabem às 10:20
elas sentem-se: de bem com a vida
elas ouvem: samba

18
Fev 09

Uma pessoa não se pode ausentar uns dias, que é logo isto! Só taradisses!

Pois bem, e esta minha ausência deveu-se a uma pequena fuga da rotina para uma cidade bem pertinho daqui, mas foi o que as economias possibilitaram…

Por vezes, sair uns dias de casa e, principalmente, de perto do computador é algo que eu necessito.

Mas também se junta o facto de comemorar o terceiro aniversário de namoro com aquele que é o melhor homem que existe, para mim, claro!  

3 anos de momentos perfeitos, os melhores 3 anos que vivi, mas só até hoje…

É verdade, eu sou uma namorada muito babada, mas só porque existe forte correspondência.

Bem…mas chega de lamechices.

Viana do Castelo é, sem dúvida, uma cidade… diria interessante!

Na visita ao monumento ícone da cidade, o Templo de Santa Luzia, passaram-se alguns momentos hilariantes!

Num banco de jardim vemos frases sábias…

Dentro da igreja, nada mais do que roubar os fieis! Digo mais, é enganar á grande, basta fazerem as contas!!!

Mas 1€ não deveria dar para 12 velas? Hum?

Pois…

E melhor ainda é o homem que vende bonecos feitos de cartão e lã à porta da igreja e que aborda as mesmas pessoas uma série de vezes. Passo ainda a citar a frase que este ser proferiu: “ Car**** das velhas, lá dentro (na igreja) deixam 20€, e mim pelos bonecos não me dão nenhum, querem-nos de borla”.

Enfim… deu para rir, e não foi pouco.

Foi bom enquanto durou, pela companhia, não pela cidade.

__________________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 21:37
elas sentem-se:

16
Fev 09

Let's talk about sex.

 

(Como a Bárbara tá de férias, vou aproveitar para disparatar o mais possível na ausência dela. )

O blog tem andado um pouco paradito e eu acho que não há nada melhor para animar do que sexo.

Como toda a gente sabe, é bem típico de casais que já estão juntos há algum tempo haver queixas, de ambas as partes, sobre a monotonia em que entraram as relações sexuais.  A meu ver é bem normal que as coisas acabem por se tornar um pouco rotineiras. O que eu acho inadmissível é atirar as culpas para cima do outro. É porque "ela está sempre cansada", ou é porque "ele não faz nada para mudar", é por tudo e é por nada.

Para mim tudo se resume a um pouco de imaginação e a um esforço mútuo. Não adianta um querer muito se o outro não quiser nada. Manter uma relação feliz não é fácil mas vale muito a pena.

 

E, sem grandes hipocrisias, podemos afirmar que se o sexo não está bem, o resto também acaba por não estar. Então para os homens é quase o centro do mundo!

E se é assim tão importante, porque não nos dedicamos mais a pensar e sobretudo a agir?

Pensem sobre isso.

No que toca a apimentar o sexo, considero que se a maior parte das vezes as mulheres têm uma perspectiva errada do assunto. Somos induzidas a gastar uns bons trocos em lingerie sexy pois achamos que isso vai fazer milagres, mas na verdade não é bem assim.

Muitos homens não ligam absolutamente nada à roupa interior; apenas corre melhor porque nós nos sentimos mais seguras e mais sensuais com uma lingerie nova. É psicológico.

E o sexo muito mais que físico, é sobretudo psicológico. Por isso é que certos joguinhos e fantasias nos dão tanto prazer. E é também por isso que quando andamos deprimidos e tristes nada corre bem.

Dentro destes jogos psicológicos, o que pode ser interessante é encarnar certas personagens, jogar ao faz-de-conta. Num blog que costumo visitar - "O interno feminino" -, davam a sugestão do casal se encontrar num bar e fazerem de conta que não se conhecem e depois acabarem na cama. Muito sinceramente, isso para mim não dava. Quando visse o meu namorado no bar ia me desmanchar a rir, não sou grande actriz. Mas isso sou eu, se calhar até é uma coisa engraçada para se experimentar.

E como isso há muito mais, é só preciso ter ideias. Fazer em sítios diferentes, experimentar "coisas" novas e correr alguns riscos, ou seja, ter espírito aventureiro.

 

Isto porque há muita gente maluca por fazer sexo em sítios públicos, é a "pica" de correr o risco de ser apanhado. Ainda há aqueles que gostariam mesmo de estar a ser vistos. Há de tudo...interessa mesmo é conhecer bem os gostos da outra pessoa e que ela conheça bem os nossos e o resto...é só ter a mente aberta! Como diz uma colega minha "não se pode morrer na ignorância!"

 

Afinal o que interessa mesmo é ser feliz e fazer o nosso parceiro feliz. Ser egoísta não traz felicidade a ninguém!!!

 

 E não se esqueçam do provérbio alemão: "Fantasy fehlt es mich nie!"

elasequesabem às 15:15
elas sentem-se:

Esta foi-me enviada pela Filipa e está tão engraçada que vale a pena partilhar!

 

Atenção homens, isto é só uma brincadeirinha...não peguem pesado com os comentários!

__________________________________________

 

Nome do medicamento: H O M E M



 

 

INDICAÇÕES:

Homem é recomendado para mulheres em geral. Homem é eficaz no controle
do desânimo, da ansiedade, irritabilidade, mau-humor, insônia,
etc....

POSOLOGIA E MODO DE USAR:
Homem deve ser usado pelo menos três vezes por semana. Não desaparecendo
os sintomas, aumente a dosagem ou procure outro. Homem é apropriado
para uso externo ou interno, dependendo das necessidades da mulher.

PRECAUÇÕES:

Mantenha longe do alcance das amigas.
Manuseie com cuidado, pois o Homem explode sob pressão, principalmente
quando associado a álcool etílico.
É desaconselhável o uso imediatamente após as refeições.

APRESENTAÇÃO:

Mini, Midi, Plus ou Super Mega Maxi Plus

CONDUTA DE OVERDOSE:
O uso excessivo de Homem pode produzir dores nas ancas,dores
abdominais, entorses, contraturas lombares, assim como ardor na região
pélvica. Recomenda-se banhos de assento, repouso, e contar vantagem
para a melhor amiga.

EFEITOS COLATERAIS:

O uso inadequado de Homem, pode acarretar gravidez e acessos de ciúmes.
O uso concomitante de produtos da mesma espécie pode causar enjoo,fadiga
crônica e, em casos extremos, lesbianismo.

PRAZO DE VALIDADE:

O número do lote e a data de fabricação, encontram-se no Bilhete de
identidade e no cartão de crédito.

COMPOSIÇÃO:

Água, tecidos orgânicos, ferro e vitaminas do complexo P.
Atenção: não contém SIMANCOL.

CUIDADO:

Existem no mercado algumas marcas falsificadas, a embalagem é de
excelente qualidade, mas quando desembrulhado, verifica-se que o
produto não fará efeito nenhum, muito pelo contrário, o efeito é
totalmente oposto, ou seja, além de não ser eficaz no tratamento das
mulheres, podem agravar os sintomas e até inibindo o efeito do
medicamento correto.

INSTRUÇÕES:

1 - Ao abrir a embalagem, faça uma cara neutra: não se mostre
muito empolgada com o produto. Se fica muito seguro de si, o homem não
funciona bem e vive dando defeito.

2 - Guarde em local fresco (homem fedorento não dá) e seguro (não
esqueça que ele é o sexo frágil).

3 - Deixe fora do alcance daquela vizinha loira e sorridente. Ela pode
fazer um estrago no seu produto.

4 - Para ligar, basta uns beijinhos no pescoço pela manhã. Para desligar,
providencie uma noite de sexo. Ele dorme feito uma pedra e não diz nem
boa noite (falta de educação é um defeito de fábrica).

5 - Programe-o para assinar os talões de cheque sem fazer muitas perguntas.

6 - Carregue as baterias três vezes por dia: café da manhã, almoço e jantar.
Mais do que isso provoca pneuzinhos indesejáveis.

7 - Em caso de defeito, algumas táticas costumam dar certo: Comece
escondendo o controle remoto. Se a falha persistir, cancele o futebol
do fim de semana e o chope com os amigos.
Mas se o problema for grave mesmo, é preciso tratamento de choque: a única
solução é greve de sexo.

8 - Coisas que ele sabe fazer bem (trocar lâmpada, abrir vidro de
palmito, azeitonas e maionese, abrir latas em geral, trocar pneu,
carregar malas, pregar pregos na parede, trocar torneiras, chuveiros
etc ) devem ser estimuladas.

ATENÇÃO:
Homem não tem garantia e todas as espécies são sujeitas a defeitos de
fábrica, como deixar toalha molhada na cama, urinar na tampa da sanita, deixa-la levantada, desarrumar, espalhar as
coisas,criticar, reclamar, se auto-exaltar, beber demais, comer
cebola, esquecer datas de aniversário, roncar, etc....

Não existe conserto. A solução é ir trocando até que se ache a fórmula ideal,
recentes pesquisas informam que ainda não foi INVENTADA; mas não custa
tentar.

____________________________________________________

Tânia

 

elasequesabem às 00:11
elas sentem-se: sei lá

13
Fev 09

Eu sou uma mulher do norte e disso tenho muito orgulho! Adoro a minha terra, a minha gente, moro numa aldeia e não tenho vergonha em dizê-lo. As pessoas são genuínas, trabalhadoras, toda a gente se conhece e toda a gente se ajuda.

No entanto, a maioria da população adulta tem pouca escolaridade e por vezes pouca cultura geral também.

São pessoas simples que usam o palavrão com vírgula.

Não tenho por hábito dizer palavrões mas aqui no Norte é muito normal...então em Braga nem se fala!!! Pessoalmente acho um pouco feio e até considero que soa pior na boca de uma mulher. Mas isso daria uma outra discussão.

 

Voltando ao tema: como boa observadora que sou do meio "rural", estou atenta a qualquer expressão mais cómica. E, se normalmente já acho piada ao que os mais velhos dizem, a propósito da crise e da corrupção (a ela associada) ouço coisas verdadeiramente hilariantes:

 

"Isto é tudo uma cambada de guelosos (gulosos), esses filhos das p****! Eles quer (querem) é ir todos comer da mesma gamela...cambada de ladrões! Esses c******* só sabem inganar (enganar) o Zé o Povinho! Essa gentinha num (não) tem temor a Deus! Esses filhos das p**** havio (haviam) de arder todos no fogo do Inferno! Demone (Demónio) se mate se morra!"

 

Bem, isto é só um exemplo daquilo que os mais velhos dizem mas também há os comentários que se ouvem nos cafés entre os homens de "barba rija":

 

"Esses c******* só quer (querem) é mama! Havio (haviam) de se f**** a trabalhar im (em) bez (vez) de andar a metê-lo ao esquerdo! Num (não) há direito pá!

Anda um gaijo a f****-se a trabalhar de manhã à noite, f***** a trabalhar pa ganhar algum e esses c******* a roubar o povo! Pa p*** que os pariu pá!"

 

Enfim, de forma genérica, eu julgo que o povo está certo. Quando vejo as notícias sobre a crise, sobre a corrupção em todo lado... ver esses "grandes senhores" dos bancos a roubar o mais que podem e o Estado ainda lhes passa a mão na cabeça!!! E ainda por cima, saber que no nosso Governo está o mais corrupto dos portugueses...saber que tudo não passa de um jogo de interesses,de influências,onde só há dinheiro sujo...é tudo sujo, mete verdadeiro nojo!!!

Depois de ver tudo isto e muito mais, só me apetece dizer:

 

Pa p*** que os pariu pá!!!

___________________________________

 

Tânia

 

elasequesabem às 10:28
elas sentem-se: revoltada
elas ouvem: sem som no pc :s

10
Fev 09

O mundo avança, o tempo passa e a vida complica-se.

É assim e não há volta a dar. Todos nós, querendo ou não, somos empurrados para a correria do dia-a-dia e para um stress doido!

E para nós mulheres é bem pior.

Se há uns anos bastava ser uma boa dona de casa e uma mãe galinha, agora exige-se muito mais da mulher moderna.

 

Há que ser uma boa profissional, uma boa esposa/companheira, uma boa mãe, uma boa dona de casa (ainda é preciso), temos que cuidar corpo e mente e ser absolutamente explêndidas!!! Uffffa...que trabalheira! Estão a ver aquela música : 

"You gotta be bad, you gotta be bold
You gotta be wiser, you gotta be hard
You gotta be tough, you gotta be stronger
You gotta be cool, you gotta be calm
You gotta stay together "

Acho que acaba por ser um bocadinho assim. Procura-se a perfeição em tudo.

Complicado não é?

Mas acho que faz parte da evolução do ser humano esta luta pelo aperfeiçoamento. Só assim melhoramos, só assim avança o mundo.

Para pessoas como eu, que ainda tenho dificuldades em lidar com a pressão, ainda me custa "acompanhar" estas exigências da nossa sociedade.

Eu que sou muito atenta às pessoas e muito destraída com as coisas, nesta correria maluca de todos os dias, acabo por passar por situações caricatas.

Tou sempre a esquecer-me das chaves aqui e alí, não me lembro de metade das coisas que tenho para fazer e vocês nem imaginam a quantidade de vezes que perco o telemóvel (principalmente dentro de casa ). Às vezes faço cenas de partir a rir.

 

Imaginem vocês, que há uns tempos atrás, uma sexta-feira de manhã eu fui às compras. Como fui ao Lidl (passo a publicidade) e lá não dão sacos (o que eu apoio), saí eu do dito supermercado com as compras, a carteira e as chaves do carro no "braçado".

Visto não conseguir abrir o carro com tudo na mão, pousei o mais pesado - a lata de macedónia -  em cima do tejadilho do carro.

 

 

 

 

 

E lá vim eu toda feliz. Só quando cheguei a casa é que dei conta que não tinha os legumes...pensei logo que tinha deixado a lata na caixa do supermercado. Fiquei chateada pois eu tinha ido "quase" de propósito comprar os legumes para cozinhar ao almoço.

Quando saí à tarde para buscar o meu irmão, ao voltar, junto ao cruzamento da rua da minha casa, eu vi a latinha de macedónia junto ao sinal de STOP. Deu-me um ataque de riso e o meu mano sem perceber nada.

 

CONCLUSÃO: Fiz mais de 5 KM de estrada nacional com uma lata de macedónia em cima do carro!! E eu que estranhei imenso um senhor estar a olhar para mim com um grande espanto! Eu a achar que o homenzinho era um tarado qualquer e eu é que estava a fazer grandes cenas.

 

Enfim...toda a minha família riu-se de mim...pudera...

Que se vai fazer? Eu sou assim e o stress ainda agrava mais a minha azelhice!!!

_____________________________________________________________

 

Tânia

elasequesabem às 22:05
elas sentem-se: nem sabemos como...

Quem não gosta de um copinho de liquido alcoólico para hidratar os festejos?

Por vezes nem é preciso ter motivo para um copo de vinho.

Uma saída á noite com os amigos é suficiente para uma cerveja ou uma vodka.

Há bebidas para todos os gostos e feitios.

Eu não dispenso o vinho do porto nos festejos do pinheiro em terras vimaranenses na noite fria do fim de Novembro.

Na passagem de ano é raro faltar o champanhe.

E vodkas, martinis e whisky-cola é o que não faltam nas noites festivas de verão.

E aquele cerveja fresquinha na esplanada… que coisa boa!

Pois, mas eu não peguei neste tema por acaso, porque se falamos de álcool, então temos de falar de prevenção e tolerância zero.

O slogan ‘se beber não conduza’ é, como se costuma dizer, mais conhecido do que a Sé de Braga, mas mesmo assim ainda há quem o desvalorize.

 “Eu estou bem!” é o que todos dizem, mas será que estão mesmo?

 Quero partilhar convosco um site que já descobri há uns tempos, mas cuja a importância me obriga a falar nele.

Chama-se ‘Beba com cabeça’ e é um site onde podemos simular a taxa de álcool no sangue perante a bebidas que consumimos.

Está muito bem conseguido, e até é divertido testarmos o que bebemos.

Alem disso também esclarecem dúvidas e desmitificam mitos.

Porque o pior nem é estragarem as vossas vidas, é mesmo o facto de estragarem a vida de quem não tem culpa nenhuma.

Não digo que parem de viver, até porque isso só ia agravar a famosa ‘crise’.

Bebam, mas com cabeça.

_______________________________________

Bárbara Ferreira

elasequesabem às 00:35
elas sentem-se: bebada de sono

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
17
19
20
21

22
24
25
28


subscrever feeds
Frase do dia
"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova." Léon Tolstoi
mais sobre Elas
pesquisar
 
blogs SAPO